fbpx
Marília
Código Zoossanitário aprovado em Marília

Câmara Municipal aprova código e gera tumulto entre ativistas

03/06/2019 15h01 - Por Gabriel Carvalho

Nesta segunda (27), na Câmara Municipal, foi aprovado o Código Zoossanitário de Marília de forma definitiva após muito tumulto e protestos por parte de ONGs locais. O projeto de autoria do Presidente da Câmara, Marcos Rezende (PSD), visa entre outros temas prevenção, saúde pública e até controle de natalidade de animais.

A confusão se deu no momento que os ativistas e membros das ONGs locais tentaram entrar na Câmara para acompanhar a votação e segundo eles, foram impedidos de entrar pelos funcionários que alegaram estar lotado. Uma das reclamações dos ativistas foi em relação a quantidade de estudantes de veterinária que não cederam espaço e ocuparam as galerias.

Um dos pontos polêmicos do projeto é a regulamentação do limite para quantidade de animais em posse do dono (dez cães ou gatos), que se ultrapassado, será fiscalizado e só será aprovado após vistoria técnica. O projeto ainda prevê proibição de comercialização de qualquer espécie animal em feiras livres.

Após a recepção do autor do projeto, vereador Marcos Rezende, o presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), Eduardo Puga, ressalta que o código de Marília foca na saúde pública, trabalha o conceito de saúde única, preserva a saúde animal, a humana e a ambiental.

Fontes: https://www.marilia.sp.leg.br