fbpx
Rio de Janeiro
Segurança que matou rapaz em mercado pode ser condenado por homicídio doloso

O segurança já havia sido condenado por homicídio culposo e pago fiança de 10 mil reais, mas novas provas apareceram

18/02/2019 14h23

O segurança Davi Ricardo Moreira Amâncio, preso pela morte do jovem Pedro Henrique Gonzaga, no supermercado Extra na última quinta-feira (14), poderá responder por homicídio doloso – quando há intenção de matar.

Segundo a polícia, o segurança sabia do risco de matar quando imobilizou Pedro. A Divisão de Homicídios está analisando as imagens do supermercado para confrontar as versões e isso pode mudar o tipo de crime a que o vigilante, solto após pagar R$ 10 mil de fiança, vai responder.

Até então, o segurança responderia por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Nesta segunda-feira (18), a polícia disse que também vai apurar a responsabilidade dos outros vigilantes que aparecem nas imagens – por omissão de socorro.

Coordenador estadual do MBL no Rio de Janeiro, Estudante de Gestão Pública e defensor da Vida, liberdade e propriedade.