fbpx
Rio de Janeiro
RECORDE: Estado do RJ tem a gasolina mais cara do Brasil

ANP divulga que preço médio no RJ é por volta de R$ 4,99

11/05/2019 18h07

A gasolina mais cara do Brasil se encontra no estado do Rio de Janeiro, segundo ANP. Em poucas semanas o preço do combustível disparou de R$ 4,84 para R$ 4,99 tendo assim um aumento de aproximadamente 3%. Levantamento feito pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível) aponta o estado do RJ em primeiro lugar, seguido de Acre e respectivamente Piauí.

ANP também disse que entre os municípios do Rio, o preço médio mais alto foi o de Angra dos Reis, com valores médios de R$ 5,26. São João de Meriti teve a média mais baixa do estado, chegando até R$ 4,73.  Na grande Rio, capital do estado, chega em torno de R$ 5,92 sendo cotada como a 11ª mais alta.

Foi apontado também variações em locais específicos na mesma cidade. Citando a cidade do RJ, na Zona Sul, por ter valores mais altos de IPTU e outros custos advindos, a gasolina se torna mais cara. Um exemplo é de Copacabana, que a gasolina pode chegar a R$ 5,29 o litro, valor cotado nesta ultima quinta (9).

Já na Avenida Brasil e Zona Norte, o valor se varia pra baixo. Valores podem variar de R$ 5,09 à R$ 4,79.

Flutuação dos Valores

Pesquisa feita com motoristas do RJ apontado grandes dificuldades de fazer pesquisa de preço pelo os mesmos. Eles apontam a grande variação entre dias subsequentes, assim impossibilitando o planejamento.

“Está bem complicado abastecer, a gente sente muito no bolso. Hoje a gente bota quase metade do que botava antigamente. Tem de ficar de olho no preço”, desabafa motorista.

Outro motorista também desabafa sobre os valores.

 “A gente corre, corre, corre, mas não consegue fugir do preço. A variação é tão pequena que não vale a pena pesquisar. E o preço está muito alto. Não sobra nada para você se divertir.”

O preço mais alto do estado está localizado precisamente na Região dos Lagos, em Cabo Frio. Valor nesta localidade, na media, é de R$ 5,12.

Nas proximidades, sendo mais pontual em Araruama, também na Região dos Lagos, a média do combustível está R$4,88 por litro.

O Procon atuando junto a ANP tem feito apurações de um suposto Cartel (Combinação de preços entre comerciantes), que é um ato ilegal previsto no Código Penal. MPRJ também faz acompanhamento do caso.

Já no Norte Fluminense, em Campos, no parque rodoviário a gasolina chega ao seu valor máximo de R$ 5,19. A cidade tem como preço médio o valor de R$ 5,01 por litro, tendo localizações que pode ser encontrado o valor de R$ 4,69.

Impostos do Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro, segundo levantamento feito pela Petrobras adjunto a ANP, os impostos tem responsabilidade por volta de 29% do preço pago na bomba pelo comprador. Sendo o Rio o maior cobrador de impostos do Brasil direcionado à gasolina.

Já o etanol anidro tem valor estimado de 12% do preço final da gasolina, pois é um produto de mistura na mesma. Grande parte do etanol usado no RJ vem de São Paulo, assim encarecendo o valor final para o comprador fluminense.  

Felipe Pires, pesquisador da IBMEC explana que no preço final da gasolina, é estimado um total de 45% de imposto cobrado pelo estado.

 “O maior vilão é o ICMS, imposto estadual, que no Rio tem alíquota de 34%. Em São Paulo, essa alíquota é de 25%. O ICMS é cobrado na fonte de consumo. Em São Paulo, por exemplo, tem maior frota, então em termos de escalas, a alíquota pode ser menor e o resultado para o cofre do estado vai ser muito razoável. No Rio, a frota é menor, apesar de ser o maior estado produtor, em termos de consumo somos um dos menores. Então, a alíquota acaba sendo um pouco mais elevada para compensar essa diferença”, também fala Pires.

Fato é que os valores dos nossos combustíveis brasileiros, cobrados pela Petrobras, tem como base principal a paridade de importação, formando-se pelas cotações internacionais dos produtos vendidos, adjunto aos demais custos como transporte e taxas aduaneiras.

Contudo, se houver variação positiva no preço do barril de petróleo no mercado mundial e/ou variação do dólar, isso vai impactar diretamente no valor dos nossos combustíveis brasileiros.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/05/09/rj-e-o-estado-que-tem-a-gasolina-mais-cara-do-pais-diz-anp.ghtml

Funcionário público, discente da UFRJ/Macaé, editor e correspondente MBL News - RJ, também apaixonado por economia, filosofia e cerveja.