fbpx
Rio de Janeiro
Déficit de 27 milhões apontado pelo TCE é aprovado pela câmara municipal de Mesquita

TCE apontam déficit de mais de 27 milhões, dentre outras irregularidades do exercício de 2017 do Prefeito Jorge Lúcio Ferreira Miranda PSDB

16/05/2019 10h00

Na última terça-feira dia 14 de maio, às 18 horas deu início a sessão plenária, onde foi votado em duas instâncias seguidas, com quatro votos contra, e oito votos a favor as contas do exercício de 2017 do atual prefeito Jorge Miranda, PSDB, entretanto o documento já havia sido assinado pela mesa diretora da casa.

A narrativa dos Vereadores de oposição ao governo que são: Leonardo Andrade (PHS), Professor Max (PPS),  Vandinho da gráfica(MDB) e Marcelo Biriba (PRB), foi que segundo eles a pauta do dia foi entregue apenas 15 minutos antes da sessão, e foi incluso às pressas que as contas do exercício seriam votadas naquele dia.

O que gerou uma discussão, pois os vereadores não teriam tempo necessário para ler o parecer do TCE, além da questão do tempo para analisar os documentos os vereadores questionaram por que aprovar as contas,  quando o TCE (Tribunal de Contas do Estado) que é um órgão técnico reprovou, pois além dos mais de 27 milhões de déficit, haviam outros pontos a serem analisados como por exemplo, os Royalties de petróleo, dentre outros.

Houve um debate bastante acalorado na Câmara, entre funcionários comissionados ligados ao governo, e cidadãos que defendiam o  parecer do TCE, mesmo com o vereador Marcelo Biriba pedindo vista do parecer do órgão técnico, a base do governo pôs as contas em pauta e elas foram aprovadas.