Rio de Janeiro
Briga no bar Área Vip, em Nilópolis, termina com dois mortos e dois feridos

Durante a madrugada de sábado (04), moradores e frequentadores de restaurantes e bares da rua Alberto Teixeira da Cunha, no centro de Nilópolis, presenciam momentos de caos

05/05/2019 14h39

A noite de sábado, não terminou bem, para frequentadores do Bar Área Vip, na rua Alberto Teixeira da Cunha, no Centro de Nilópolis, baixada Fluminense, terminou com a morte de duas pessoas Ana Lúcia Neiva Carneiro de Oliveira, de 37 anos, e Igor Batista de Araújo, de 18, frequentadores do bar, que não tinham relação.

Uma terceira vítima foi identificada como Matheus Barcelos de Oliveira, de 19 anos. O estado de saúde dele é estável. Ele foi transferido do Hospital Municipal Juscelino Kubitschek na manhã deste sábado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (Hgni), com duas perfurações nas costas: na lombar e no tórax. A quarta pessoa atingida teria levado um tiro de raspão e nem chegou a ser internada.

De acordo com a Polícia Militar, agentes do 20° Batalhão da Polícia Militar (Mesquita) foram acionados para o local. Quando chegaram ao local, os policiais constataram que quatro pessoas ficaram feridas durante o confronto e foram socorridas por pessoas que estavam na região para o Hospital Municipal Juscelino Kubitschek. Segundo a equipe de assistência social do hospital, Igor deu entrada na unidade já sem vida, às 3h45, e Ana Lúcia também foi socorrida no mesmo horário e morreu às 5h20.

Segundo relatos, Igor estaria armado, sentado em uma mesa do bar, acompanhado da namorada, o casal teria se desentendido e a companheira de Igor teria saído de perto, quando fora abordada por um homem, que também estaria armado, a  jovem teria falado que iria pedir para o parceiro tirar satisfações, devido ao assédio, e voltado a sentar na mesa.

Em seguida, o homem teria ido atrás dela, perguntando para Igor se ele estava armado e, diante da negativa, dado um tiro à queima roupa. Na confusão, as outras três pessoas — inclusive a frequentadora do bar Ana Lúcia Neiva, que não tinha relação com eles — foram baleadas. A namorada saiu ilesa e o responsável pelos disparos fugiu, porém, a polícia não confirma este ponto da história.

O delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, Moisés Santana, informou que as equipes da especializada realizam diligências, e estão ouvindo testemunhas que estavam no local no dia do ocorrido, e ainda não confirmou o que realmente aconteceu.


Esse foi mais um caso de violência no entorno no entorno de bares e restaurantes na rua Alberto Teixeira, no carnaval deste ano, um outro homem foi morto a tiros, após brigas também durante a madrugada, moradores da região, reclamam da desordem e baderna na região, que geralmente duram até o amanhecer.

Fonte: Extra.globo.com, nilopolisonline.com