Secretário da Saúde de SP prevê novo pico de Covid
Após manifestações pró Bolsonaro e de esquerda, números voltam a subir

O secretário da Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, disse nesta segunda-feira (7), que por volta do dia 17 deste mês os números de pacientes internados por Covid devem aumentar ao nível do que tivemos em abril desse ano (o pior mês da pandemia até o momento). Mas agora, temos um problema ainda mais grave: os leitos para pacientes não-Covid também estão acima de 90% na cidade, o que impossibilita a reversão de leitos. O secretário informou que pretendem entregar mais 250 leitos de UTI para Covid até dia 20, mas será insuficiente se a cidade não conseguir fazer o processo de transição, imunização da população antes que esses numeros aumentem novamente.

Além das manifestações em 1 e 29 de maio, que causaram muita aglomeração, o registro de festas clandestinas e desrespeito ao uso de máscaras aumentou muito nas ultimas semanas.

O secretário também só prevê uma imunização maior da população em meados de dezembro, mas com a chegada de novos lotes da CoronaVac e da Janssen, que devem ser repassadas pelo ministério da saúde , orienta que os professores ainda não vacinados tomem essas vacinas, ja que o intervalo entre as doses da primeira é menor e a segunda tem uma dose só.

De toda forma, essa semana dois novos grupos também começam a ser vacinados em todo o Estado. Encorajamos a população a aguentar mais um pouco toda essa situação e aguardamos o repasse das vacinas sem atrasos para Sao Paulo.

Contém informações do G1.

Revisor: Antonio Glenio.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria