Prefeitura de São Paulo contratará leitos da rede particular de saúde
Segundo a Secretaria de Saúde, os leitos serão para atender a demanda de pacientes que não tenham covid. Serão contratados 200 leitos, sendo metade da enfermaria e a outra metade da UTI

Na manhã desta terça-feira (8), a Prefeitura de São Paulo anunciou que irá contratar, de forma emergencial, 200 leitos de hospitais da rede particular de saúde para atender pacientes que não tenham Covid-19. A Secretaria da Saúde prevê um pico de internações para a segunda semana de junho.

Segundo a pasta da saúde da capital, a contratação de leitos durará 60 dias, podendo ser prorrogado por tempo indeterminado. A prefeitura diz que a contratação será publicada hoje no diário oficial. 

Dos 200 leitos contratados, 100 serão leitos de enfermaria e, a outra metade, serão leitos de UTI. Segundo o secretário de saúde, Edson Aparecido, é necessário leitos para atender pacientes que não tenham covid. O secretário ainda afirma que há uma demanda alta por estrutura, tanto para Covid, quando para outras doenças.

A cidade de São Paulo vive uma elevação na taxa de ocupações de leitos e a secretaria da saúde tem previsto um pico para as próximas semanas, podendo ser um pico de internações tão alta quanto o mês de abril, que foi o mais letal da pandemia até o presente momento. Até o último domingo (06), 98% dos leitos para não Covid estavam ocupados na cidade de São Paulo.

Essa contratação de leitos é muito importante, já que hoje o sistema da saúde. tanto privado como público, estão sofrendo uma pressão de demanda muito grande. 

Contém informações do G1.

Revisora: Larisse Carvalho.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria