Justiça de São Paulo determina o fim das campanhas do “kit covid" feitas pelo Governo Federal
A decisão tomada pela primeira instância da Justiça Federal tenta dar fim ás propagandas enganosas feita pelo Governo Federal

A decisão da Justiça Federal em São Paulo divulgada hoje (30) determinou o fim das campanhas feitas pelo governo federal que incentivavam o “kit covid”. Vale lembrar que essas campanhas incentivavam o uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

A decisão foi tomada pela juíza Ana Lúcia Petri Betto, da 6ªVara Cível Federal de São Paulo. A ação originalmente foi movida contra o antigo secretário de comunicação da presidência, Fabio Wajngarten, junto com influenciadores e uma agência de propaganda e marketing.

O Governo defendeu-se alegando que nunca fez campanha publicitária incentivando um tratamento precoce, fato não sustentando perante a juíza do caso, que em sua decisão escrita alegou que o Ministério da Saúde fez um marketing expresso de um cuidado precoce contra a doença.

A decisão tomada pela justiça de São Paulo mostra mais uma vez o fracasso do Governo Federal em sua gestão contra o coronavírus. Vários órgãos e associações já emitiram notas afirmando que não há remédio eficaz na prevenção do coronavírus, mas o Governo Federal continuou insistindo nisso ao invés da compra de vacinas. Ao que parece, o Governo Federal declarou guerra contra a vida do cidadão brasileiro e não contra o vírus que já ceifou a vida de mais de 400 mil brasileiros.

Contém informações do G1.
Revisor: Diego Fernandez

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria