Governo do Rio notifica a cidade de Duque de Caxias
A gestão estadual pede para que a prefeitura siga grupos prioritários da vacinação contra a Covid

Nesta quinta-feira (22), a Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias convocou, além das pessoas de 57 anos ou mais, somente um grupo de risco para vacinação contra a Covid-19 - o de obesidade mórbida.

Prefeitura de Duque de Caxias - Reprodução: Divulgação/Jornal Extra

De acordo com com Secretaria Estadual de Saúde, os critérios desrespeitam o Plano Nacional de Imunização (PNI). Por conta disso, o SES encaminhou um ofício para que a cidade da Baixada Fluminense esclareça por que apenas um dos grupos prioritários na lista de comorbidades para a doença está sendo atendido hoje.

Em nota, a pasta estadual afirmou que pede "urgência à Secretaria de Saúde de Duque de Caxias para reorganizar a vacinação contra a Covid-19", e que "a tomada de decisão sem avaliação do impacto na estratégia de vacinação pode gerar problema não só no desenvolvimento das ações, causando transtornos à população, estimulando a desconfiança e perda de credibilidade no programa de imunização."

Desde o último domingo (18), a faixa etária com menos de 60 anos está sendo chamada para vacinação da primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca.

As doses da CoronaVac acabaram, então não existe possibilidade de ninguém tomar a segunda dose do imunizante em Duque de Caxias.

No Restaurante do Povo, um ponto de imunização foi montado para funcionar a partir das 7h. A fila tomou a calçada no começo desta manhã, e haverá inclusive vacinação drive-thru no local.

Além do restaurante público, a vacinação está ocorrendo nos seguintes pontos:

  • Praça da Maçonaria (Jardim 25 de Agosto)
  • Praça do Sarapuí
  • Praça da Prefeitura (Jardim Primavera): só para pessoas com obesidade mórbida

Intimação do Ministério Público do Rio de Janeiro

A Prefeitura de Duque de Caxias também foi intimada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), na figura de seus gestores, para que respeitem principalmente à ordem dos grupos prioritários e ao esquema vacinal.

O Ministério Público diz ainda que tomou essa decisão depois de ter multado o prefeito e o secretário de Saúde da cidade, porém a ação tem mostrado sem valor.

“São recorrentes na imprensa as notícias de filas, aglomerações e confusões na campanha de vacinação em Duque de Caxias, e mesmo após a nova decisão judicial, o Município vem sendo apontado como local de grandes aglomerações, confusões e falta de comunicação acerca da campanha de vacinação, por convocar a população em grupos de idade, sem observar sua disponibilidade de doses”, diz trecho do documento.

Contém informações da/o G1.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria