Agência europeia de medicamentos está estudando a relação de casos de trombose com o uso da vacina da astrazeneca
Casos de trombose em pessoas que fizeram uso da vacina produzida pela AstraZeneca chamou a atenção da Agência Europeia de Medicamentos

A Agência Europeia de Medicamentos, que atua da mesma forma que a ANVISA aqui no Brasil, está estudando a correlação entre a aplicação da vacina produzida pela empresa AstraZeneca e o surgimento de casos de trombose. Nesta terça-feira (6), foi tornado público esse fato, em entrevista do diretor de estratégia de vacinas da Agência ao jornal italiano Il Messaggero. Marco Cavaleri relatou sobre indícios de “um vínculo” entre os casos de trombose em pessoas que foram imunizadas por esta vacina.

Este comunicado, não possui evidências científicas comprovadas que a imunização por esta vacina seja restringida, para se evitar novos casos de trombose. Para se ter uma posição definitiva, é necessário a realização de estudos mais aprofundados, visto que a ligação entre a aplicação desta vacina e os casos de trombose. O diretor relatou que ainda não se tem conhecimento de como e por quê as pessoas imunizadas tiveram trombose, ele ressaltou que a Agência deve se pronunciar sobre essa relação nas próximas horas, sendo um objetivo do órgão compreender tal fato.

Essa situação chamou a atenção da Agência, devido ao aumento de casos de trombose cerebral entre jovens estar acima da expectativa. Desta forma, Cavaleri informou que se tem buscando informações para poder explicar o que está acontecendo, para que logo possa ser feito um pronunciamento oficial sobre a questão.

Contém informações da/o ND Mais.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria