São Paulo
Vídeo: Imagens mostram alunos fugindo da escola em que houve atentado

8 pessoas morreram e ao menos 23 foram levadas a hospitais.

13/03/2019 12h35

Na manhã desta quarta-feira (13), dois adolescentes encapuzados efetuaram disparos na Escola Estadual Raul Brasil em Suzano, na Grande São Paulo, e deixaram 8 pessoas mortas. De acordo a capitão Cibele, da comunicação da PM, os dois acabaram se suicidando.

A polícia encontrou no local uma besta, garrafas de coquetel molotov e ainda uma mala com fios, o que levou ao esquadrão antibombas ser chamado.

23 pessoas foram levadas a hospitais, entre elas pessoas que foram feridas e outras que passaram mal.

O coronel Fábio Pelegrini disse que os atiradores são ex-alunos da escola, mas ainda não se sabe o motivo do ataque. Antes do atentado, um homem foi baleado em uma loja próxima a escola, a polícia ainda investiga se os crimes possuem ligação.

“A gente estava na merenda e comendo normal e escutamos ‘três pipocos’ nisso tentamos correr para pular o muro do CEL. Os caras vieram atrás de nós (…) mas o pente dele descarregou e foi na hora que a gente correu”, relata o estudante Rosni Marcelo Grotliwed, de 15 anos.

De acordo com Censo Escolar de 2017, a escola possui 358 alunos do 6º ao 9º ano e 693 estudantes do ensino médio, no total são mais de mil alunos.

Uma câmera registrou crianças correndo nas proximidades da escola pouco depois do massacre que ocorreu. As imagens foram exibidas pelo SBT.

Informações do G1.

Estudante de ciências econômicas na Universidade de São Paulo e membro do movimento Neoiluminismo. Liberal convicto admirador da filosofia prática kantiana, economia ortodoxa, Hayek e história econômica institucional.