Vídeo: Gleisi acusa Sérgio Moro de ser braço político na “operação anti-Lula” e ataca Bolsonaro

A presidente do PT voltou a acusar o governo Bolsonaro de perseguição

 9 de fevereiro de 2019 | 11h20
Por Cauê Del Valle

A ex-senadora e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, usou a sua conta oficial no Twitter pra divulgar um vídeo em celebração aos 39 anos do PT.

Dentre diversas acusações abjetas e menções honrosas ao líder da quadrilha petista que continua preso em Curitiba, a deputada federal fez questão de acusar o ex-juiz e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, de perseguir os que comungam dos ideais petistas.

“O juiz que fez tudo isso, Sérgio Moro, assumiu o ministério da Justiça de Bolsonaro mostrando que era o braço político na operação anti-Lula no Judiciário”, disse Gleisi.

A deputada ainda aproveitou para atacar o presidente Jair Bolsonaro que segue internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após retirada de sondas.

“Bolsonaro representa o aumento da repressão, do autoritarismo e da intolerância a quem pensa diferente. Representa a perseguição a liberdade religiosa, a inclusão social e ao pensamento crítico. Significa a perseguição ao Lula, ao PT e a tudo que o partido representa”, completou.