São Paulo
Vídeo: “Aquelas crianças que morreram não são objetos que servem para validar uma tese”

Não subam em cima do caixão dos que se foram para explorar sua narrativa.

14/03/2019 10h07

Estudantes se abraçam após ataque a escola de Suzano — Foto: Maiara Barbosa/G1

Após a tragédia que ocorreu nesta quarta-feira (13), infelizmente, muitas pessoas tanto da grande mídia, quanto políticos e militantes não esperaram tempo algum para iniciar a politização e o debate em volta desse fato lamentável.

Essas atitudes lamentáveis ocorreram dos dois lados, esquerda e direita, contra e pró-armas. O membro do MBL, Renan Santos, pontuou que “isso é muito triste, é como se montassem em cima do caixão da vítima e começassem a fazer discurso”.

Independente de seu direcionamento, é importante respeitar as vidas que se perderam. Não é proibido debater acerca das temáticas que envolvem a tragédia, contudo, há hora para isso, e quando, minutos depois da ocorrência, você já observa pessoas pesadamente politizando em cima da vida de crianças, é até difícil encontrar palavras.

Renan Santos explica o porquê do quão lamentável essas atitudes são no vídeo abaixo.

Estudante de ciências econômicas na Universidade de São Paulo e membro do movimento Neoiluminismo. Liberal convicto admirador da filosofia prática kantiana, economia ortodoxa, Hayek e história econômica institucional.