fbpx
STF
Veja quem são os condenados que podem deixar a prisão com a decisão do STF

Quem, além de Lula, pode ser solto?

08/11/2019 09h40 - Por Rafael Vieira e Camila Greff

Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prisão em segunda instância, 4.895 presos podem ganhar a liberdade, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça —entre eles, condenados pela Operação Lava Jato, como é o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pelo menos outros catorze nomes condenados pela Lava Jato também devem ser beneficiados por essa decisão, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e seu irmão, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva.

Ainda, há outros nomes apenados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), entre empreiteiros, operados de propinas e ex-funcionários da Petrobras. Há ainda aqueles que estão em regime semiaberto e poderão tirar a tornozeleira, como os ex-tesoureiros do PT João Vaccari Neto e Delúbio Soares, ou deixar de dormir na cadeia, como o empresário Natalino Bertin.

Segue a lista:

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente

José Dirceu, ex-ministro

Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu

Waldomiro de Oliveira, funcionário do doleiro Alberto Youssef

Márcio Andrade Bonilho, empresário, dono da Sanko-Sider

Jayme Alves de Oliveira Filho, policial federal envolvido em esquema do doleiro Alberto Youssef

Gerson Almeida, dono da Engevix

Rogério Cunha de Oliveira, ex-executivo da Mendes Júnior

Sérgio Cunha Mendes, ex-vice-presidente da Mendes Júnior

Fernando Moura, lobista

Roberto Gonçalves, ex-gerente da Petrobras

Pedro Augusto Cortes Xavier Bastos, ex-gerente da Petrobras

João Augusto Rezende Henriques, lobista

Leon Vargas, irmão do ex-deputado federal André Vargas

Alguns outros nomes, que também estão em regime fechado como os acima, e que podem deixar a prisão:

Ivan Vernon Gomes Torres Junior, Julio Cesar dos Santos, Pedro Augusto Corte Xavier, Roberto Marques, João Cláudio de Carvalho Genu, Leon Denis Vargsa Ilario, Gerson de Mello Almada, Dario Teixeira Alves Junior, Sonia Mariza Branco, Enivaldo Quadrado, Ronan Maria Pinto, Raul Henrique Srour, Luiz Carlos Casante, Jorge Luiz Zelada, Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, Sérgio Cunha Mendes, Alberto Elísio Vilaça Gomes, Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura, João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado, Márcio de Andrade Bonilho, André Vargas, Ricardo Hoffmann, José Carlos Costa Marques Bumlai, Renato de Souza Duque e Eduardo Aparecido de Meira.

Os seguintes presos abaixo poderão deixar o semiaberto:

João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT

Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT

Natalino Bertin, ex-dono da Frigorífico Bertin

Os seguintes irão continuar em prisão preventiva:

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, condenado em segunda instância

Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, condenado em segunda instância

Geddel Vieira, ex-deputado federal, condenado pelo STF

Informações da Veja.

Entre em nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em primeira mão: http://t.me/mblivre