Estados Unidos
Senado dos EUA limita poderes de Donald Trump

O presidente americano acredita que a medida deixa o irã “muito feliz”; republicanos afirmam que o risco de guerra aumenta

13/02/2020 17h53

O Senado americano votou nesta quinta-feira (13) uma resolução para limitar o poder do presidente Donald Trump em lançar operações militares contra o Irã.

A aprovação foi de 55 votos a favor contra 45 votos contrários. Ela foi possível pois alguns senadores republicanos contrariaram a orientação do presidente e votaram de acordo com os democratas.

O democrata Tim Kaine, autor da medida, se manifestou sobre a resolução: “Se o presidente tem e deve sempre ter a capacidade de defender os Estados Unidos contra um ataque iminente, o poder Executivo para por aí”, afirmou. “Uma guerra ofensiva requer um debate e uma votação no Congresso”.

Na quarta-feira, o presidente Trump alertou que o Irã “ficaria feliz” se a medida fosse aprovada.

“Se minhas mãos estiverem atadas, o Irã ficaria feliz (…) Os democratas fazem isso apenas para envergonhar o partido republicano. Impeçam-nos”.

O senador republicano Marco Rubio afirmou que a resolução “enfraquece a dissuasão e aumenta o risco de guerra”.

Advogado criminal, liberal clássico, pró-vida, pró-armas e pró-liberdade de expressão. "Não existe almoço grátis".