Rio de Janeiro
Rio de Janeiro registra primeira morte por sarampo em 20 anos

Davi Gabriel deu entrada no hospital com pneumonia; exames posteriores indicaram sarampo

14/02/2020 12h17

O estado do Rio de Janeiro registrou a primeira morte por sarampo após 20 anos. A vítima é um bebê de oito meses, e a doença era considerada erradicada desde 2016.

Davi Gabriel morreu em 6 de janeiro, mas a confirmação da causa de sua morte veio nesta sexta-feira (14). Segundo a secretaria Estadual de Saúde, a vacinação era feita de forma rotineira no estado, mas Davi contraiu a doença antes dos seis meses de vida, idade mínima para a primeira dose da vacina.

A criança deu entrada no hospital Geral de Nova Iguaçu em dezembro de 2019, com quadro de pneumonia. Exames posteriores apontaram sarampo.

Entre 2013 e 2015, ocorreram dois surtos da doença decorrente de casos importados do Ceará e Pernambuco. Os surtos foram controlados com bloqueio vacinal e, em 2016, o Brasil recebeu o Certificado de Eliminação do Sarampo pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Em fevereiro de 2020, o Brasil perdeu o certificado. Atualmente, o governo se esforça para combater a disseminação da doença.

Advogado criminal, liberal clássico, pró-vida, pró-armas e pró-liberdade de expressão. "Não existe almoço grátis".