fbpx
Governo » Política Internacional
PT, PSOL, CUT e MST assinam manifesto pedindo a Macron para cancelar o acordo de livre comércio com o Mercosul

Acusam até assassinato de índios no Brasil

30/08/2019 16h30

Parlamentares do PT e do PSOL, além dos presidente da CUT, do MST e do MTST, assinaram um manifesto divulgado em um jornal francês pedindo que o presidente Emmanuel Macron não assine o acordo de livre-comércio entre a União Europeia e o Mercosul. O texto também foi assinado por líderes e parlamentares da esquerda européia.

No texto, argumentam que o acordo vai ‘dizimar a indústria local e prejudicar o desenvolvimento do Brasil e da América Latina’. Também alertam que Bolsonaro ‘não vai manter o acordo de Paris, o que causará danos irreversíveis ao meio ambiente’

Eles vão além e dizem que ‘milícias do agronegócio’ estão assassinando índios e ativistas ambientais. Também falam que ‘a escravidão está se tornando uma realidade’ com o agronegócio.

O texto foi divulgado no jornal francês Liberation.

Entre os brasileiros que assinaram o manifesto, estão Gleisi Hoffmann, Paulo Pimenta, Humberto Costa, Ivan Valente, Talíria Petrone, David Miranda, Guilherme Boulos, João Pedro Stédile, Glauber Braga e Vagner Freitas.