Prioridades: Bolsonaro ataca “Bananas do Equador” e esquece Previdência em sua live

O governo precisa desesperadamente de uma liderança clara.

Bananas do Equador
 14 de março de 2019 | 19h53
Por Renan Santos

Em mais uma de suas transmissões ao vivo, na tarde desta quinta feira, o presidente Jair Bolsonaro abordou a temática das bananas equatorianas de forma crítica. O presidente dedicou 3 minutos — cerca de 17% do programa — à questões fitossanitária envolvendo o fruto da discórdia. Irritado, Bolsonaro buscava refutar a Folha de São Paulo, que fez ilações sobre seu curioso interesse em tema tão específico.

A previdência foi esquecido pelo presidente; bananas e a viagem para os Estados Unidos ocuparam a pauta. Significa. A incapacidade do presidente em defender a proposta mais importante do seu mandato, somada ao caos administrativo em alguns de seus ministérios, vão dando o tom de um governo que não consegue se firmar.

É para ficar preocupado.