Câmara dos Deputados » Coronavírus
Primeira sessão virtual da Câmara vota merenda escolar e telemedicina

Em vídeo, o líder do MBL, Kim Kataguiri, explica como foi a primeira sessão virtual da Casa.

26/03/2020 09h07

Nesta quarta-feira (25) ocorreu primeira sessão virtual da Câmara dos Deputados, em decorrência das medidas de isolamento da população no combate ao novo coronavírus. Foram discutidos, votados e aprovados dois projetos: um sobre as merendas escolares, de autoria dos deputados Hildo Rocha e professora Dorinha, e outro sobre a telemedicina, proposto pela deputada Adriana Ventura.

A primeira proposta permite que Municípios e Estados utilizem o dinheiro da merenda escolar para pagar diretamente às famílias que precisam desse recurso; ou, caso a merenda já estivesse comprada, distribuir a essas famílias. Em vídeo, o deputado federal e líder do Movimento Brasil Livre, Kim Kataguiri (DEM/SP) explicou que crianças de famílias carentes muitas vezes frequentam a escola para terem o que comer.

A segunda proposta instaurou a chamada telemedicina – para doenças menos complexas, ou de tratamento contínuo, que permitam tal modalidade de consulta sem prejuízo ao diagnóstico. Foi ressaltado, durante a sessão virtual, que se os parlamentares conseguem exercer o seu ofício dessa forma, nesse momento excepcional de crise, não teria porque impedir a mesma modalidade para consultas médicas menos complexas.

Para esta quinta-feira (26), o deputado Kataguiri ressaltou que está prevista para votação de um projeto que estabelece uma renda básica para quem está passando necessidade nesse momento de crise e isolamento, como profissionais liberais, além da ampliação do alcance do benefício de prestação continuada, para idosos e deficientes. De acordo com o líder do MBL, não adianta proteger essas pessoas em suas casas e deixá-las desassistidas em outros pontos fundamentais.

Advogada. Apaixonada pelo direito ambiental. Viciada em política. Humilde - e levemente sarcástica - proprietária do Blog da Azedinha.