Economia
“Peço desculpas”, diz Guedes após chamar servidor público de parasita

Ministro esclareceu que sua declaração foi tirada de contexto

10/02/2020 17h23

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se desculpou pela declaração em que compara servidores públicos a parasitas, que acabou repercutindo mal entre integrantes do funcionalismo em todo o Brasil.

O ministro reafirmou que a fala foi tirada de contexto e que se referia a Estados e municípios em casos extremos, quando toda a receita vai para salários, e não para saúde, educação e segurança.

“Eu me expressei muito mal e peço desculpas, não só a meus queridos familiares e amigos, mas a todos os exemplares funcionários públicos a quem descuidadamente eu possa ter ofendido”, escreveu, em mensagem enviada para jornalistas nesta segunda-feira (10).

Na sexta (7), Guedes afirmou que “o funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação, além de ter estabilidade na carreira e aposentadoria generosa”.

“O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita”, disse, defendendo o fim dos reajustes automáticos.

Ao comentar sua proposta, Guedes citou pesquisa Datafolha que diz que 88% dos brasileiros são a favor da demissão de servidores por mau desempenho.

“A população não quer mais isso”, afirmou, recebendo muitos aplausos.

Informações: GaúchaZH.

Bacharelando em Relações Internacionais. Produzo artigos no Neoiluminismo.com. Um sionista entusiasta da filosofia.