Governo
Para evitar paralisação, linha de crédito será concedida a caminhoneiros

Empréstimos serão individuais e limitados a R$ 30 mil

14/05/2019 19h58

Greve dos Caminhoneiros, Junho de 2018 (Foto Fernando Frazão/Agência Brasil)

Segundo informou o Estadão, a medida foi anunciada no mês passado por Onyx Lorenzoni – ministro da Casa Civil – e os empréstimos serão concedidos pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) a partir da semana que vem.

O valor total de R$ 500 milhões estará disponível para empréstimos de até R$ 30 mil a cada caminhoneiro, mas poderá chegar a 1 bilhão se houver demanda, afirma o presidente do BNDES, Joaquim Levy.

Segundo Levy, os empréstimos seriam uma forma de garantir que os caminhoneiros sejam capazes de fazer a manutenção de seus veículos, de comprar pneus.

A medida parece ser um curativo na ferida dos caminhoneiros, que vêm ameaçando promover novas paralisações após sucessivos aumentos do valor do diesel. Tais paralisações não poderiam chegar em pior momento para o governo Bolsonaro, que lida com as dificuldades de aprovar a Reforma da Previdência associadas a repercussão negativa dos cortes na educação.

Biomédica, especialista em Genética e entusiasta política. Coordenadora do MBL Londrina.