ONU escolhe Irã para chefiar subcomissão para mulheres

Como assim?

 14 de março de 2019 | 16h33
Por Rafael Rizzo

É o poste fazendo xixi no cachorro. A organização das Nações Unidas acaba de escolher o Irã e a Nigéria para chefiarem uma subcomissão para mulher.

Esta subcomissão irá tratar de temas como igualdade de gênero e empoderamento de mulheres e de meninas.

O cientista político André Lajst disse “Foi uma escolha muito grave. O regime acabou de sentenciar uma advogada de direitos da mulher no país, Nasrin Sotudeh, a 38 anos de prisão e 148 chibatadas”

No twitter, internautas trataram a escolha como piada. Ana Paula Henkel, ex-jogadora de vôlei da seleção brasileira, comentou: “Nenhuma surpresa em um mundo onde homens biológicos batem em mulheres em ringues, vencem suas competições, ganham seus troféus e prêmios financeiros, e ainda tem quem aplauda isso.”

As informações são da CrusoÉ.