fbpx
Corrupção » Justiça » STF
MP aciona Dias Toffoli depois de decisão pró-Flávio Bolsonaro

Presidente do STF teria pedido a suspensão de vários processos, e acabou por beneficiar o senador

17/07/2019 12h58

De acordo com o site Último Segundo, “o Ministério Público do Rio de Janeiro entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal para manifestar-se no julgamento da legalidade de compartilhamento com MP dos dados bancários e fiscais de órgãos de controle, como a Receita Federal, sem aval prévio do Judiciário”. Como sabemos, ontem(16), Dias Toffoli, presidente do STF pediu a suspensão de processos que estavam nestas condições. m

Ontem, o procurador da República Eduardo El Hage, coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, que a decisão de Toffoli era um retrocesso sem tamanho, pois ela atingirá quase que todas as apurações acerca de lavagem de dinheiro que estão ativas no país. 

A a defesa do senador Flávio Bolsonaro aproveitou para  ” para pedir a suspensão de um inquérito relacionado à decisão de Toffoli na qual Flávio respondia, no caso, desvio de dinheiro em seu antigo gabinete na Alerj. Flávio Bolsonaro nega ter participação no caso. A defesa do filho do presidente argumentou ao STF que a investigação conduzida pelo MPRJ possuía irregularidades, pois segundo eles, o repasse de informações do Coaf ao MPRJ não seria intermediado pela Justiça.

O mérito da controvérsia tem julgamento marcado na Corte para 21 de novembro. Segundo nota da instituição, “argumenta o MPRJ que a controvérsia discutida nos autos, e o próprio teor do ato decisório, pode impactar processos e investigações em curso no Parquet Fluminense [MPRJ], ao suspender os procedimentos em tramitação com dados compartilhados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf”.

Fonte: Último Segundo

Bacharelando em administração pela UFPB.