fbpx
Prisão 2ª estância
Moro: “Não respondo a criminosos, presos ou soltos”

Em sua conta oficial no Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública respondeu a cobranças.

09/11/2019 16h55

Através de sua conta oficial no Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, respondeu às provocações que vinha recebendo após a soltura de vários criminosos condenados pela Operação Lava Jato, em decorrência de decisão do Supremo Tribunal Federal que aboliu a prisão após confirmação da sentença condenatória em segunda instância (confira aqui).

“Aos que me pedem respostas a ofensas, esclareço: não respondo a criminosos, presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas”, disse o ministro Moro.

Ontem (08), o ex-Juiz membro da Força-Tarefa da Lava Jato já havia se manifestado sobre a decisão da Suprema Corte brasileira (confira aqui). Moro defendeu a prisão em segunda instância, mas asseverou que a decisão da Corte deve ser respeitada. Deixou claro, conforme o voto do próprio presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que essa situação pode ser revertida via Poder Legislativo, que é o representante máximo do povo.

A questão da prisão em segunda instância já é tema da PEC nº 410/2018 e do projeto de lei que o deputado Kataguiri apresentará na próxima semana (assine o abaixo-assinado para pressionar os parlamentares aqui). O Pacote Anti-Crime apresentando pelo ministro Moro também continha dispositivo tratando desse tema, mas que foi excluído pelo Grupo de Trabalho da Comissão de Constituição e Justiça.

Advogada. Apaixonada pelo direito ambiental. Viciada em política.