fbpx
Governo
Ministra Damares cancela construção de ‘Memorial da Anistia’; obra foi iniciada durante o governo Lula

Segundo a ministra, o valor inicial da obra era de 5 milhões de reais, mas seu orçamento já custou R$ 28 milhões aos cofres públicos.

14/08/2019 14h51

Na última terça-feira (13/08), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, vetou a continuação de uma construção inacabada denominada ‘Memorial da Anistia’, em Belo Horizonte (MG).

De acordo com a líder, a obra foi iniciada em 2009 – ainda durante a gestão do ex-presidente Lula – com o orçamento inicial estimado em 5 milhões de reais. O memorial, contudo, já custou 28 milhões aos cofres públicos e ainda não foi concluído. Sua construção está abandonada há seis anos por suspeita de irregularidades.

Além disso, foi constatado que a verba destinada ao levantamento foi retirada do Fundo Penitenciário, o qual deveria suprir gastos com modernização da Polícia.

A construção do memorial estava sob a tutela da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais); a instituição negou os dados apresentados pela ministra e afirmou que a verba gasta foi em torno de 12 milhões de reais.

Damares denunciou o caso por meio de seu Twitter e – com razão – foi amplamente parabenizada pela sua conduta.

Qual a sua opinião sobre o ministério de Damares? Você concorda com o trabalho que vem sendo feito pela ministra? Conta para a gente nos comentários!

Entusiasta política e acadêmica de Engenharia Química (UFPR) nas horas vagas; liberal na economia e nos costumes. Diretamente da República de Curitiba.