fbpx
Governo
Manicômio: a nova teoria esquerdista é um plano de Carlos Bolsonaro e Adélio Bispo para a facada contra Jair

Simplesmente bizarro.

14/05/2019 17h43

De vez enquando vamos àquele lado escuro e abandonado da internet onde ainda residem os blogs petistas que um dia pautavam a imprensa nacional enquanto recebiam gordas verbas públicas dos governos comandados por Dilma e Lula. A aventura, que quase precisa e um período de quarentena para não trazer germes para o lado da sanidade mental, serve para acompanharmos nossos inimigos e ver se preparam alguma volta à pauta nacional.

Na ida mais recente para aqueles lados, me deparo com a mais nova teoria sobre a facada em Bolsonaro: um dos blogs reproduz um Twitter que diz ter encontrado coincidências entre Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente, e Adélio Bispo, o autor da facada.

Segundo o perfil, Carlos e Adélio teriam frequentado o mesmo clube de tiro em São José, em Santa Catarina, nos mesmos dias. O perfil sustenta que Carlos, que foi ao clube de tiro por 3 dias seguidos, teria estado com Adélio la dentro e possivelmente teria feito o plano da facada. O perfil apresenta reportagens de grandes jornais que citam a passagem dos dois pelo estabelecimento.

O manicômio esquerdista não para. Ainda há esse estranho empenho de certas alas do atraso em jogar uma nuvem de fumaça sobre o atentado contra Bolsonaro. Até o ator Zé de Abreu, que disse que era um plano da Mossad, já está sendo processado pelo Hospital Albert Einstein pelas mentiras que contou.