fbpx
PT
Maduro, Kirchner e Fernandez comemoram soltura de Lula

Os socialistas da América Latina resolveram parabenizar o camarada brasileiro

08/11/2019 19h43

Os presidentes da Argentina e Venezuela comemoraram a soltura do camarada Luiz Inácio Lula da Silva após 580 dias preso. Alberto Fernández e sua vice, Cristina Kirchner usaram suas contas no Twitter para expor sua felicidade, assim como fez o ditador Maduro.

Fernández disse ser comovente a “fortaleza de Lula” para enfrentar essa “perseguição” que, segundo ele, é a definição do “processo judicial arbitrário a que foi submetido”. “Sua fortaleza demonstra não apenas o compromisso, mas também a imensidão desse homem”, escreveu. 

Kirchner também comentou a liberdade do político aliado. “Cessa hoje uma das maiores aberrações da lei na América Latina: a privação ilegal da liberdade do ex-presidente da República Federativa do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva”, escreveu. 

O ditador Nicolás Maduro disse que “não podemos deixar de lembrar quanto significa Lula, Néstor Kirchner e Chávez”. As informações são do Estado de São Paulo.

Professor de filosofia, jornalista e diretor do movimento Neoiluminismo. Entusiasta da filosofia, [geo]política, economia e literatura.