fbpx
Governo
Lobão critica olavismo no governo e escolha para presidente da Funarte

Confira algumas das declarações do escolhido para o cargo.

03/12/2019 08h04

O cantor Lobão, figura marcante no processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, teceu duras críticas sobre os rumos tomados pela ala extremista liderada pelo guru do governo, Olavo de Carvalho, após a escolha do novo presidente da Funarte.

“O bolsonazismo é uma doença que assola o Brasil, uma doença paranoica, um delírio conspiratório. Mas eu acho ótimo, porque, quanto mais cafonas eles são, mais mico pagam. Olavo de Carvalho dando conta da agenda de costumes do país, da educação, da cultura, usando todas as armas numa doutrina tirânica e retrógrada, afirmou Lobão.

“Vi o Brasil em 1967 na passeata contra a guitarra elétrica. Eu, que faço rock, fico numa situação de fogo cruzado, porque a esquerda detesta rock e a direita também”, prosseguiu o cantor.

Confira algumas das declarações mais polêmicas do novo presidente da Funarte, Dante Mantovani:

“O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo.”

“Existe toda uma infiltração de serviços de inteligência dentro da indústria fonográfica norte-americana que se não levarmos em conta, não vamos entender nada. A União Soviética mandou agentes infiltrados para os Estados Unidos para realizar experimentos com certos discos realizados para crianças. Esses agentes iam, se infiltravam e iam mudando, inserindo certos elementos para fazer engenharia social com crianças. Daí passaram para música para adolescentes.”

“Woodstock foi aquele festival da década de 60 que juntou um monte de gente, os hippies fazendo uso de drogas, LSD, inclusive existem certos indícios de que a distribuição em larga escala de LSD foi feita pela CIA. Mas como pela CIA? Tinha infiltrados do serviço soviético lá.

Uma coisa é evidente: o discurso de Dante não perde em absoluto para os devaneios do guru conspiratório que tanto molda os filhos presidenciais.

Liberal sem paciência para extremos. Críticas e afins: @maiarapiva no Twitter.