fbpx
Lava Jato
Justiça de SP condena Joice Hasselmann por danos morais

Joice citou erroneamente o empresário Hermes Freitas Magnus como ‘delator’ em seu livro sobre a Operação Lava Jato.

09/10/2019 12h12

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi condenada por a pagar 20 mil reais por danos morais ao empresário Hermes Freitas Magnus, citado erroneamente como um dos delatores da Operação Lava Jato em um livro escrito por ela acerca da investigação.

A parlamentar apresentou um recurso que está em análise no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A editora Universo dos Livros, responsável pela publicação, também foi multada.

No processo aberto pelo empresário, Magnus alega que a autora, bem como a editora do livro, causaram-lhe “grande sofrimento” pelo erro na obra  Delatores — Ascensão e Queda dos Investigados na Lava Jato, uma vez que ele aparecia como “delator” da operação e não como “denunciante”. Magnus pediu uma indenização de 2 milhões de reais.

O juiz responsável pela decisão, André Augusto Salvador Bezerra, determinou que a quantia no valor de 20 mil reais de cada um dos processados seria uma indenização “razoável” ao empresário.

“Não há dúvidas de que o autor [Magnus] sofreu constrangimentos aptos à caracterização dos danos extra patrimoniais”, assinala o magistrado na sentença.

Fonte: Veja.

Arraste para o lado para ler mais notícias!

Entusiasta política e acadêmica de Engenharia Química (UFPR) nas horas vagas; liberal na economia e nos costumes. Diretamente da República de Curitiba.