fbpx
Lava Jato
‘Já morreu muita gente ligada a essa operação’, diz auditor preso no caso Gilmar

O auditor fiscal revelou que fez backup e distribuiu informações referentes à Lava Jato

07/10/2019 12h41

Após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, divulgar o nome de Marco Aurélio Canal, preso na Operação Armadeira, o auditor fiscal afirmou que teme por sua segurança. Segundo ele, muita gente já morreu por causa dessa operação.

“Tô na operação desde o início. Ele expôs o meu nome que tava incógnito até então. (…) As pessoas que a gente mexe de núcleo político é pesado. Tu mexe com o PMDB do Rio. (…) Eu não tô mais oculto no papel das operações. E eu tô muito preocupado porque já morreu muita gente ligada a essa operação e, sei lá”, declarou Marco Aurélio.

“Se acontecer alguma coisa comigo, cara, orientar imprensa, Polícia Federal, orientar de como fazer uma comunicação desses fatos, porque de certa forma a Receita não dá, como vocês têm proteção”, disse ao revelar que fez backup e distribuiu arquivos referentes à Lava Jato.

As informações são da Folha de São Paulo.

Entre em nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em primeira mão: http://t.me/mblivre

Professor de filosofia, jornalista e diretor do movimento Neoiluminismo. Entusiasta da filosofia, [geo]política, economia e literatura.