fbpx
PSL
“Isso vamos ver na apuração dos fatos”

Líder do PSL na câmara se manifesta sobre caso da deputada Alê Silva

14/04/2019 20h25

Delegado Waldir: líder do PSL na Câmara critica proposta do governo (Facebook/ Página oficial Delegado Waldir/Reprodução)

Neste domingo (14), o líder do PSL na câmara, Delegado Waldir, disse ao Globo que a investigação sobre o caso de ameça à deputada Alê Silva não cabe o PSL, mas à Polícia federal e que devem aguardar as apurações feitas por ela.

“Houve um problema que começou no diretório de Minas e não foi resolvido nada por lá. Agora, cabe à Polícia Federal apurar. Aí, depois da investigação, alguma coisa pode ser feita. Não queremos prejulgar”, disse o líder do PSL.

O caso se iniciou com um relato da deputada federal Alê Silva de ter sofrido ameaças do mistro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, mas, segundo o Delegado Waldir, ainda não é possível dizer o que de fato aconteceu sem a apuração da PF.

“Temos uma situação em que nós temos que verificar quem tem a verdade. E isso vamos ver na apuração dos fatos. Não é o PSL que tem que fazer” afirmou o Delegado.

As informações são do O Antagonista.

PSL
Professor de filosofia, jornalista e diretor do movimento Neoiluminismo. Entusiasta da filosofia, [geo]política, economia e literatura.