Interesse Público
Greta é escolhida “Personalidade do Ano” pela revista Time

Sim, a ‘pirralha’ levou.

11/12/2019 11h25

A adolescente sueca de 16 anos Greta Thunberg, que também era cotada para receber o Nobel da Paz, foi escolhida como Personalidade do Ano pela revista Time em decorrência de sua atuação como ativista ambiental.

Greta ficou conhecida no ano passado, quando foi o rosto de um protesto em frente ao Parlamento Sueco no qual segurava um cartaz com os dizeres “em greve escolar pelo clima”, todas as sextas-feiras.

Desde então, a adolescente vem ganhando espaço na mídia e chegou a ser convidada para discursar na Conferência do Clima da ONU e na Cúpula do Clima da ONU, neste ano, quando iniciou oficialmente sua atuação em terras tupiniquins, ao denunciar o Brasil e outros quatro países: Alemanha, França, Argentina e Turquia, bradando a emblemática afirmação:

“As pessoas estão sofrendo e estão morrendo. Os nossos ecossistemas estão morrendo. Nós estamos vivenciando o começo de uma extinção em massa. E tudo o que vocês fazem é falar de dinheiro e de contos de fadas sobre um crescimento econômico eterno. Como vocês se atrevem?”

Greta Thunberg

A cereja do bolo na trajetória de Greta – até então – foi o comentário do presidente Jair Bolsonaro, que falou o óbvio, mas um óbvio que precisava ser dito: a adolescente não passa de uma pirralha, que não deveria ter tamanha relevância mundial, afinal, qual é o embasamento da sueca para fazer acusações tão graves? A mídia imparcial e certas ONGs que tem na tragédia sua sobrevivência?

Informações do Estadão.

Leia também:

Liberal sem paciência para extremos. Críticas e afins: @maiarapiva no Twitter.