fbpx
STF
Gilmar Mendes libera votação para liberdade de Lula

O pedido de habeas corpus foi protocolado desde o ano passado

10/06/2019 23h12

Após o então juiz Sérgio Moro deixar o caso, no ano passado, a defesa de Lula entrou com pedido de habeas corpus, protocolado como HC 165973. Mas somente nesta segunda-feira (10 jun. 2019) é que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, liberou o pedido de HC de Luiz Inácio Lula da Silva para ser votado na suprema corte.

A defesa do petista condenado tem esperança de que a votação pela liberdade do corrupto seja efetuada ainda neste mês.

O habeas corpus liberado para julgamento começou a ser analisado em dezembro do ano passado. Após dois votos contra a concessão da liberdade a Lula, Gilmar Mendes pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar o caso. O julgamento teria se iniciado no plenário virtual, mas Mendes pediu que o julgamento fosse realizado no plenário presencial.

Um outro pedido de liberdade de Lula, que questiona a atuação do relator da Lava Jato no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer, também entrou na pauta de julgamentos do Supremo desta terça (11). As informações são do G1.

Professor de filosofia, jornalista e diretor do movimento Neoiluminismo. Entusiasta da filosofia, [geo]política, economia e literatura.