Governo
Generais do governo tentam se vingar de Olavo de Carvalho?

Após militar assumir posto de Onyx, há quem considere a situação como uma ‘vingança’.

14/02/2020 15h44

No primeiro semestre do ano passado, a ala militar do governo Bolsonaro começou a sofrer uma série de demissões e bloqueios por parte da ala olavista, a começar pelo General Santos Cruz – que teve uma prematura demissão em junho de 2019.

Desta vez, com a saída de Onyx Lorenzoni do comando da Casa Civil, há quem acredite ser mais uma ‘pequena vingança’ dos militares para com Olavo de Carvalho e seus discípulos.

Onyx gastou parte de suas férias para “aprender” com o professor do Governo, acreditando que a imagem ao lado de Olavo pudesse segurá-lo na Casa Civil; Bolsonaro, contudo, tirou o gaúcho, que foi um dos primeiros parlamentares do Congresso a apoiar seu projeto eleitoral, ainda em meados de 2017, para colocar um militar em seu lugar.

Quem assume o antigo posto de Lorenzoni, agora, é o general Walter Souza Braga Netto – que chefiava Estado-Maior do Exército, um dos principais cargos dentro da força, até receber o convite para a Casa Civil.

Após assumir o posto, o novo militar do governo, inclusive, já afirmou que não recomenda que Bolsonaro faça mais mudanças em seus funcionários do alto escalão.

Ainda neste domingo, o MBL disponibilizou gratuitamente o documentário “Não vai ter golpe” no youtube, link para acesso:

Continue lendo!

Entusiasta política e acadêmica de Engenharia Química (UFPR) nas horas vagas; liberal na economia e nos costumes. Diretamente da República de Curitiba.