fbpx
Vídeo
Feminismo rebaixa notas, ataca criança e inventa estupro

Mentalidade que abre portas para absurdos.

07/06/2019 10h21

Ontem, 06, o Movimento Brasil Livre (MBL) postou em seu canal do Youtube um vídeo do integrante do movimento, Renan Santos, comentando as acusações da modelo Najila Trintade contra o jogador Neymar e um outro caso em que a mãe de um menino comete brutalidades absurdas contra seu filho.

Após a postagem, um novo foi feito após chegar um vídeo que é difícil classificá-lo como comédia ou terror. Nele um professor lacrador grava seus alunos e faz um discursinho patético sobre ter reduzido a nota de seus alunos por causa da desigualdade de gênero.

Sobre o caso da mãe que cometeu brutalidades, o que ocorreu é que ela matou seu filho e, um ano antes, ela e sua parceira haviam cortado, EM CASA, o pênis do garotinho pois ele queria ser menina. Reflexos da disseminação de uma mentalidade doentia.

Assista o vídeo:

Estudante de ciências econômicas na Universidade de São Paulo e membro do movimento Neoiluminismo. Liberal convicto admirador da filosofia prática kantiana, economia ortodoxa, Hayek e história econômica institucional.