Governo
Exclusivo: Governo Bolsonaro tenta confiscar respiradores de SP

No último domingo, a União tentou o mesmo com a prefeitura de Recife, todavia, foi vetado pelo TRF-5

25/03/2020 13h58

Em ofício encaminhado aos fabricantes de São Paulo, a União solicita informações de disponibilidade e requisita respiradores já produzidos pelo estado.

Em teleconferência entre o presidente Jair Bolsonaro e os governadores do Sudeste, o governador de São Paulo, João Doria, ameaçou ir à Justiça caso o Governo Federal determinasse o confisco de respiradores e insumos para o combate ao coronavírus.

No documento, o governo justifica o confisco com o “interesse nacional” e requisita a totalidade dos bens já produzidos e dos bens cuja a produção se encerre nos próximos 180 dias.

No último domingo (22), o presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, desembargador federal Lázaro Guimarães, impediu que mais de 200 ventiladores pulmonares adquiridos pela prefeitura de Recife fossem confiscados pelo Governo Federal.

Doria afirma que São Paulo é o epicentro da epidemia no Brasil, com 810 casos confirmados e 40 mortes, indicando a importância dos respiradores para o estado.

Por um lado o Governo Bolsonaro trata a pandemia como uma “gripezinha”, enquanto por outro tenta confiscar os respiradores de estados que estão fazendo o possível para combater o vírus.

Professor de filosofia e diretor de jornalismo do MBL.