fbpx
São Paulo
“Ela é rosto, alma e coração do novo PSDB”, afirma Doria sobre Tabata Amaral

Você concorda?

12/07/2019 09h13

O governador do estado de São Paulo, João Dória, já tem planos para dar continuidade à carreira política de Tabata Amaral caso a mesma seja expulsa do seu partido, o PDT.

A deputada vem sendo criticada duramente por integrantes de seu partido e pela ramificação da esquerda mais extremista após votar de forma favorável à reforma da Previdência, resultando inclusive na presença da hashtag TabataTraidora nos trending topics do Twitter.

Até o membro mais emblemático do PDT, que cogitava a candidatura de Tabata para prefeita de São Paulo, Ciro Gomes, já defendeu que a deputada seja expulsa imediatamente: “Acho que ela deveria sair, assim como os outros deputados do partido que votaram a favor da reforma”.

Mas para o tucano, isso não é problema. Doria já afirmou defender que Tabata se filie ao PSDB e diz ter trocado mensagem com ela. Segundo o governador, “ela é rosto, alma e coração do novo PSDB”.

Entretanto, Doria confessou não ter feito um convite, pois isso seria de incumbência do presidente do partido, Bruno Araújo.

Será que realmente acabou o amor entre Tabata e a esquerda, ou é apenas uma nuvem passageira?

Outra entusiasta política repleta de opiniões não solicitadas.