Justiça
Desembargadora presa por corrupção admite: “protejo amigos e filhos de desembargadores”

Nem mesmo a pandemia trava a corrupção no Brasil.

24/03/2020 17h57

Na manhã desta terça-feira (24), a desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Sandra Inês Rusciolelli foi presa pela Polícia Federal, junto de seu filho, Vasco Rusciolelli, e outro advogado, na 5ª fase da Operação Faroeste – que investiga a venda de sentenças de desembargadores baianos.

A polícia constatou conversas gravadas da magistrada com seu filho e advogado César Cavalcanti nas quais eles abordam como seria escrita a decisão a ser dada por ela em benefício do empresário Nelson José Vigolo. Além dos detalhes da decisão, ela afirma que “proteje todo mundo”. “Eu protejo todo mundo: eu protejo os amigos e os filhos de desembargadores”

A Polícia Federal constatou que, na terça-feira (17) passada, foram entregues R$ 250 mil ao filho da desembargadora, que atuou como intermediário do pagamento de propina destinado a ela, como revelou O GLOBO. “Chama atenção o fato de a ação criminosa não ter se interrompido mesmo durante a pandemia de Coronavírus (Covid-19), quando há recomendação de restringir-se a interação social”, destacou Og Fernades, ministro do Superior Tribunal de Justiça.

Continue lendo!

Uma jovem que migrou da Engenharia Química para a Política e o Jornalismo. Encontra sua vertente ideológica no Liberalismo, mas entende que é preciso buscar o tangível para solucionar os problemas da sociedade.