ALESP
Deputado petista diz que pedirá a cassação de Mamãe falei

O presidente da Alesp afirmou que o caso será conduzido pelo Comitê de Ética.

05/12/2019 15h21

Após a confusão vergonhosa instigada por sindicalistas na Assembléia Legislativa de SP (Alesp) na noite de ontem (04), o deputado estadual Teonilio Barba, do PT, teve a pachorra de afirmar que pedirá a cassação do deputado Arthur do Val (Mamãe falei).

“Vou fazer o pedido na Comissão de Ética da Casa por decoro parlamentar. É inaceitável o comportamento dele de chamar os servidores de vagabundos”, disse o petista.

Arthur, por sua vez, ressalta que os ocupantes da Alesp eram sindicalistas protagonizando um ataque orquestrado:

“O que tava lá não era população espontânea, era sindicalista fazendo baderna, xingando todo mundo, me ameaçando de morte, e isso não faz parte do jogo democrático.

Como mencionado pelo deputado, os sindicalistas foram filmados ameaçando Arthur de morte.

O presidente da Alesp, Cauê Macris, emitiu uma nota na qual afirma que o episódio será analisado pela Comissão de Ética:

“As cenas registradas hoje não condizem com a história da Alesp. O momento exige serenidade e responsabilidade, sem radicalização. O caso passará agora a ser analisado com total isenção pelo Conselho de Ética da Casa, que é o local adequado para apuração.”

Cauê Macris

Mais uma vez, os petistas armam o circo e apostam na polarização como uma via para retomar a relevância há anos perdida dentro do cenário político. Felizmente, a opinião pública está do lado da verdade e um pedido de cassação seria extremamente mal recebido pelos cidadãos de bem que aplaudem a brava atitude de Arthur.

Leia também:

Liberal sem paciência para extremos. Críticas e afins: @maiarapiva no Twitter.