fbpx
Justiça
Deputada do PSL diz que ministro do Turismo a ameaçou de morte

Ministro é acusado de participar de esquema de laranjas do PSL de Minas Gerais.

13/04/2019 14h49

A deputada federal do PSL de Minas Gerais, Alê Silva, disse em entrevista à Folha de São Paulo ter sofrido ameaça de morte do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, após ter relatado às autoridades a existência do esquema de laranjas do PSL de Minas.

“Prometi na vida pública combater a corrupção e jamais iria me calar diante do surgimento de um foco de corrupção tão perto de mim. Senti-me na obrigação de levar os fatos ao conhecimento do Ministério Público. No início me mantive em silêncio por receio da reação dos envolvidos. Agora vieram sérias ameaças, que se concretizaram através de interlocutores do ministro”, disse Alê, que solicitou proteção policial na última quarta-feira.

Ela disse saber dos riscos que estaria correndo, mas que não aceitaria se submeter a pessoas às quais ela condena as atitudes.

“É pesado [o relato que teria recebido]. Acredito que foi uma ameaça contra minha vida e a vida da minha família. De que minha vida correria risco, se eu levasse adiante isso. Sabia que iria correr esse risco, estou pagando o preço, mas não ia aceitar ficar submissa às ordens de pessoas que agem de forma que eu condeno, desviando recursos públicos.”

Segundo a deputada, um outro deputado do partido teria se reunido com o ministro e ouvido dele a ameaça.

“Essa pessoa me disse que ele [Álvaro Antônio] falou assim: ‘Eu vou parar a minha vida para acabar com a vida dela’”, disse a deputada.

Estudante de ciências econômicas na Universidade de São Paulo e membro do movimento Neoiluminismo. Liberal convicto admirador da filosofia prática kantiana, economia ortodoxa, Hayek e história econômica institucional.