fbpx
Crime
Delação de hacker acusado de invadir contas de Moro e Dallagnol é homologada

O hacker foi preso na 2ª fase da Operação Spoofing, que investiga crimes cibernéticos contra diversas autoridades.

03/12/2019 17h08

O juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira, homologou na noite de ontem (02) o acordo de delação premiada de Luiz Henrique Molição, um dos hackers acusados de roubar mensagens privadas de membros da Operação Lava Jato, entre outras autoridades. Com a homologação, o criminoso poderá deixar a prisão.

O hacker foi preso durante a segunda fase da Operação Spoofing, que apura ataques a contas pessoais de diversas autoridades por meio do aplicativo Telegram. Molição teria guardado parte das mensagens roubadas e realizado contatos com o jornalista Glenn Greenwald, o qual tem divulgado o conteúdo obtido de maneira ilícita em seu site, The Intercept.

O delator é acusado de integrar o grupo de criminosos cibernéticos comandados por Walter Delgatti Neto, o Vermelho, o qual invadiu as contas privadas do Telegram de integrantes da força-tarefa da Lava Jato, como o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da operação, e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que já foi juiz dos casos em Curitiba.

Fonte: Revista Crusoé.

Advogada. Apaixonada pelo direito ambiental. Viciada em política. Humilde - e levemente sarcástica - proprietária do Blog da Azedinha.