Segurança Pública
Defensoria do RJ quer proibir ações da polícia perto de escolas

Medidas como essa apenas potencializam a violência perto das escolas.

14/02/2020 11h42

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro está movendo um pedido na Justiça para que seja proibido a realização de operações de forças de segurança nas proximidades das creches e escolas públicas estaduais e municipais. O objetivo é garantir o cumprimento do ano letivo dos estudantes, principalmente nas áreas afetadas pela violência.

O pedido foi elaborado pela Coordenadoria de Defesa da Criança e do Adolescente da Defensoria, a ação pede a concessão de uma liminar que obriga o Estado a tomar medidas para garantir o direito constitucional à educação. Além disso, a Defensoria pede que o Estado pague R$ 1 milhão por danos morais coletivos, em razão da violência que os estudantes são expostos.

A Defensoria constatou que está havendo uma clara violação do direito à educação das crianças comunidades do Rio”, explicou Beatriz Cunha, subcoordenadora do grupo. “São constantes as notícias de crianças vítimas de bala perdida a caminho da escola na saída da escola e até mesmo dentro de sala de aula. É recorrente a situação em que professores e alunos são obrigados a ficar agachados nos corredores para saírem da linha de tiro”.

Segundo a Defensoria Pública, o impacto da exposição à violência afeta os estudantes, além da suspensão ou interrupção das aulas. A Defensoria afirma que normalmente professores e alunos desenvolvem problemas de saúde física e mental, em consequência do estresse pós-traumático.

A defensoria se esquece de que a Polícia possui o papel de servir e proteger o cidadão de bem, independente do local e horário. Porém, esquece que criminosos utilizam estudantes como vítimas de assalto, quando estão saindo ou entrando da escola, e para tráfico de drogas. Sem a presença da polícia, estes crimes tendem a aumentar e causar problemas e danos para a escola e sociedade.

E você nobre leitor (a), é contra ou a favor desta medida?

Fonte: Abril

Ainda neste domingo, o MBL disponibilizou gratuitamente o documentário “Não vai ter golpe” no youtube, link para acesso

Estudante de Engenharia Civil, corintiano, cristão SUD, um nerd apaixonado por cozinha, humor e muito conhecimento. Membro do MBL Brasília e um preguiçoso redator do MBL NEWS