fbpx
Governo
‘Da minha parte, está definido’, diz Bolsonaro sobre indicação Eduardo para embaixada

O presidente, no entanto, declarou que faltam algumas etapas para oficializar a indicação

16/07/2019 17h18

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (16) que, da sua parte, “está definido” que o deputado e seu filho Eduardo Bolsonaro será indicado para ser embaixador do Brasil em Washington, nos EUA.

A declaração foi feita depois de participar de uma reunião com ministro no Palácio da Alvorada. Bolsonaro, entrentanto, disse que ainda faltam algumas etapas para oficializar a indicação.

“Da minha parte está definido. Conversei com ele [Eduardo] acho que anteontem [domingo]. Há interesse. A gente fica preocupado, é uma tremenda responsabilidade. Acho que, se tiverem argumentos contrários, que não seja isso, chulo que se fala por aí. Não é nepotismo, tem uma súmula do Supremo nesse sentido”, disse o presidente à imprensa.

Bolsonaro ressaltou que uma das etapas que faltam para oficializar a indicação está a consulta que deve ser feita ao governo dos EUA.

“Tem um caminho todo grande pela frente. Tem um termo técnico aí para os Estados Unidos ver se têm alguma coisa contra, é natural fazer isso aí. Tem que conversar com o parlamento”, completou.

Com a declaração, o presidente confirma sua intenção de colocar seu filho para a embaixada em Washington, quando na quinta-feira (11), levantou a possibilidade de indicar Eduardo para o cargo. Porém, a ideia está sendo criticada por aliados políticos e por diplomatas.

O presidente ainda falou sobre um possível desgaste com o Congresso devido a indicação e disse que se Eduardo não for aprovado, ele “fica na Câmara” e “ponto final”.

“Esquece desgaste. Se a decisão for essa, o Senado vai sabatinar e vai decidir e ponto final. Se não for aprovado, fica na Câmara”, disse Bolsonaro.

As informações são do G1.