fbpx
Destaque
Cunha alega aneurisma e pode passar para prisão domiciliar

Defesa já fez o pedido de transferência e parlamentar pode ir para casa em breve

03/12/2019 14h10

Tudo indica que Eduardo Cunha está cada vez mais próximo de ir para casa. O ex-presidente da Câmara dos Deputados apresentou nesta semana um pedido pedido na Justiça para cumprir em regime domiciliar o restante da pena.

Em sua defesa, o ex-parlamentar alega que está enfrentando um quadro de aneurisma cerebral. Ainda segundo a defesa, o quadro é grave e para a segurança de Cunha ele necessitária fazer o tratamento fora da prisão.

No mês passado, o MBL News noticiou que Eduardo Cunha poderia em breve sair da cadeia. O emedebista inclusive manifestou esperança em passar o Natal em sua mansão na Barra da Tijuca ao lado de sua esposa, Claudia Cruz, e o restante da família.

Eduardo Cunha está preso desde 19 de outubro de 2016, quando foi alvo de prisão preventiva no âmbito da Lava Jato. Em 2017 o político foi condenado a 14 anos e seis meses de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Jornalista, libertário, Coordenador do MBL desde 2015 e criador dos Sentinelas da Liberdade.