Justiça Eleitoral
Candidatas laranja levam à cassação da chapa toda, segundo decisão do TSE

Entenda.

18/09/2019 09h14

A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi tomada na noite de terça-feira (17) e deve impactar a dinâmica das eleições de 2020.

Segundo o TSE, o partido que se utilizar de candidatas laranja para completar a cota de mulheres concorrendo à cargos eletivos será punido com cassação total da chapa, ou seja, os candidatos eleitos perderão seu mandato.

O caso julgado que deverá servir como precedente para os demais escândalos Brasil afora resultou na perda de mandato de 6 vereadores eleitos em Valença do Piauí.

A legislação eleitoral estipula que, ao menos 30% das vagas pleiteadas sejam ocupadas por mulheres. Em vista do interesse reduzido das representantes do sexo feminino em disputar as eleições, diversos partidos se utilizaram de candidatas laranja, ou seja, que estavam inscritas porém sequer fizeram campanha.

Mais uma vez, a “boa intenção” de aumentar a representatividade feminina na política à base de imposições não funcionou.

Fica a reflexão: será que isso é igualdade e liberdade ou apenas mais uma artimanha para boicotar os partidos menores?

Informações UOL.

Liberal sem paciência para extremos. Críticas e afins: @maiarapiva no Twitter.