fbpx
Governo
Bolsonaro pensa em sair do PSL

Denúncias de corrupção no partido teriam incomodado o presidente.

15/04/2019 08h44

Após as denúncias de casos de laranjas no Partido Social Liberal (PSL), o presidente Jair Bolsonaro disse para interlocutores que pretende deixar o partido por estar incomodado com as denúncias, informa a Crusoé.

O caso que mais chama a atenção é do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que é acusado de ter participado de um esquema de laranjas no PSL de Minas Gerais.

Ainda neste final de semana, a deputada federal Alê Silva (PSL-MG) disse em entrevista para a Folha de S. Paulo que recebeu ameaças de morte do ministro após ter relatado a existência do esquema de laranjas do PSL de Minas.

“Prometi na vida pública combater a corrupção e jamais iria me calar diante do surgimento de um foco de corrupção tão perto de mim. Senti-me na obrigação de levar os fatos ao conhecimento do Ministério Público. No início me mantive em silêncio por receio da reação dos envolvidos. Agora vieram sérias ameaças, que se concretizaram através de interlocutores do ministro”, disse Alê, que solicitou proteção policial na última quarta-feira (10).

Informações do O Antagonista.

Estudante de ciências econômicas na Universidade de São Paulo e membro do movimento Neoiluminismo. Liberal convicto admirador da filosofia prática kantiana, economia ortodoxa, Hayek e história econômica institucional.