bolsonaro
Bolsonaro instruiu Queiroz a faltar em depoimento, diz jornalista

Em livro sobre o governo Bolsonaro, jornalista conta que o próprio presidente mandou Queiroz faltar a depoimento do MPRJ.

13/01/2020 13h33

De acordo com o livro Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos, da jornalista Thaís Oyama, foi por ordem do presidente Jair Bolsonaro que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj Fabrício Queiroz faltou a um depoimento do Ministério Público do Rio de Janeiro.

De acordo com a obra, os advogados de Queiroz e Bolsonaro haviam acertado que o ex-assessor iria ao interrogatório em dezembro de 2018 — com Jair recém-eleito — e diria aos procuradores que não poderia falar até sua defesa ter acesso ao processo. E faria um adendo: que ninguém da família Bolsonaro tinha relação com o caso investigado.

A avaliação era que, dessa forma, Queiroz não ficaria com fama de fujão, e blindaria a imagem de Jair e Flávio Bolsonaro. Tudo mudou, contudo, dois dias antes do depoimento, quando o recém-eleito chefe de estado o mandou abortar a operação.

O presidente havia sido convencido por um advogado amigo que a melhor estratégia para abafar a história era jogar o caso para o STF — onde depois a defesa de Flávio Bolsonaro conseguiu uma liminar de Dias Toffoli paralisando investigações baseadas em informações de Coaf e Receita Federal.

Fonte: Época.

Continue lendo!

Entusiasta política e acadêmica de Engenharia Química (UFPR) nas horas vagas; liberal na economia e nos costumes. Diretamente da República de Curitiba.