bolsonaro » Imprensa » Rio de Janeiro
Bolsonaro diz, sem provas, que Witzel conspira contra ele e seu filho no caso Marielle

Ele ainda falou que a intenção de alguns era de fraudar provas contra seu filho

25/12/2019 16h29

O presidente Jair Messias Bolsonaro afirmou ontem (24), em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, que existe “uma nova intenção de que seja realizada operação de busca e apreensão na casa de outro filho”, além de Flávio, e acusou o governador  do Rio, Wilson Witzel  (PSC) de comandar uma conspiração que busca incriminá-lo. 

“Hoje chegou também ao meu conhecimento, eu não tenho como comprovar, mas esse mesmo agente político lá do Rio de Janeiro acertou gravações entre bandidos citando meu nome, para divulgar em uma grande rede de televisão depois. Isso acabou sendo abortado, porque estourou antes da hora essa intenção deles”, contou.

“A nova intenção deles, eu não tenho como comprovar, mas querem fazer uma busca e apreensão na casa de um outro filho meu, já, pelo que tudo indica, fraudando provas, plantando provas falsas dentro da casa dele”, completou o presidente.

“Eu te digo em primeira mão, toda hora chega uma maneira aqui para mim: tentaram colocar o caso Marielle no meu colo. Eu estava em  Brasília , foi lá a polícia do governador ouvir o porteiro sobre esse episódio. Eu estava em Brasília, mesmo assim tentaram empurrar pra mim”, alegou Bolsonaro.

Por fim, ele disse que o caso de Flávio e supostos laranjas corriam “em segredo de Justiça”, mas foram “vazada ilegalmente” para uma grande rede de TV, no caso, a Rede Globo.

Bacharelando em administração pela UFPB.