Sem Categoria
Bolsonaro diz que a “tendência é vetar” fundo de R$ 2 bilhões

“Em havendo brecha pra vetar, eu vou fazer isso”, disse

19/12/2019 11h04

E pelo visto, o presidente Jair Bolsonaro está extremamente contra o aumento do fundo eleitoral para RS 2 bilhões. Ele declarou nesta quinta-feira (19) que, caso ache uma “brecha”, a “tendência” é vetar o orçamento, que seria destinado a campanhas eleitorais no ano de 2020. O aumento foi aprovado pelo Congresso na última terça (17).

Bolsonaro disse que a legislação o obrigava a enviar uma proposta, mas salientou que discorda do uso de recursos públicos para financiar campanhas eleitorais.

“Aquela proposta que foi R$ 2 bilhões é em função de uma lei que tinha, não é que quero isso. Em havendo brecha para vetar, eu vou fazer isso. Porque eu não vejo, com todo respeito, como justos recursos para fazer campanha […] A tendência é vetar, sim”, comentou o presidente da República enquanto estava na saída do Palácio da Alvorada.

Segundo ele, o fundo eleitoral “dificilmente vai para um jovem candidato” e sim “manter no poder quem já está”. “A peça orçamentária chegando, eu tenho poder de veto. Não quero afrontar o parlamento, mas pelo amor de Deus, dá 2 bilhões para o Tarcísio [Freitas, ministro da Infraestrutura], e vê o que ele faz no Brasil”, concluiu Bolsonaro.

Bacharelando em administração pela UFPB.