fbpx
Governo
Bolsonaro afirma que não deixará PSL ‘de livre e espontânea vontade’

O presidente diz que sem ele o partido irá murchar e muita gente vai sair

09/10/2019 15h03

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quarta-feira (09), em entrevista ao Antagonista, que não irá deixar o partido ‘de livre e espontânea vontade’. Quanto à possibilidade do presidente da legenda, Luciano Bivar, afastá-lo, Bolsonaro diz que não quer “entrar nessa briga”. “É um direito dele.”

“Comigo fora da legenda, a tendência do PSL é murchar. Se eu sair, é natural que muita gente saia também”, destacou Bolsonaro.

“Eu não quero esvaziar o partido. Quero que funcione. O PSL caiu do céu para muita gente, inclusive para o Bivar. O que faço é uma reclamação do bem. O partido tem que funcionar, tem que ter a verba distribuída, buscar solucionar os problemas nos diretórios. Todo partido tem problema. O presidente, o tesoureiro, eles têm que solucionar isso”, completou.

Entre em nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em primeira mão: http://t.me/mblivre

Professor de filosofia e diretor de jornalismo do MBL. Entusiasta da filosofia, [geo]política, economia e literatura.